Todo e qualquer fato pode ser associado à geografia. Não é a toa que ela é a disciplina da atualidade.

“A fome e a guerra são criações genuinamente humanas…”

Como sempre, Josué de Castro (geógrafo/sociólogo) é utilizado para explicar a atualidade… É assim que Walter Belik, Professor do Instituto de Economia da Unicamp, inicia sua explanação a cerca da escolha de José Graziano da Silva  para diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, da sigla em inglês).

José Graziano da Silva

Para o Brasil, sem dúvida, uma grande vitória na política externa brasileira.

Segundo o site G1, o futuro diretor geral terá que enfrentar um dos maiores desafios da Humanidade em sua tentativa de aumentar a produção de alimentos sem degradar o meio ambiente, com o objetivo de alimentar 9 bilhões de pessoas até 2050.

Infelizmente, é triste constatar que de fato, a fome é uma criação genuinamente HUMANA, como estudamos em sala de aula, se ainda existe fome no mundo, não é por falta de produção de alimentos. Somos 7 bilhões de pessoas, produzimos para 8. A fome ainda persiste pela desigualdade na distribuição da comida.

Recorro, mais uma vez, a Josué pra fechar esse post: “Só há um tipo verdadeiro de desenvolvimento: o desenvolvimento do homem”.

Sem mais.

(FONTE: G1, Carta Maior)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s