Todo e qualquer fato pode ser associado à geografia. Não é a toa que ela é a disciplina da atualidade.

1 minuto de silêncio tb para as crianças afegãs….

É claro que, assim como todos, tb considero uma total tragédia o 11 de Setembro de 2001…

Esses dias atrás, em um Cejavest (aulas para vestibular), estávamos falando (como todo mundo tb está) do ataque às torres gêmeas do WTC. Lembrei à turma que, morreram no ataque, 3.000 pessoas. No terremoto do Japão: aproximadamente 15.000 pessoas e no do Haiti: quase 200.000 pessoas.

3.000 pessoas é muito?

Claro que é.

1 pessoa é muito. Não é clichê.

Essa ‘1’ pessoa, tem família, tem mãe, pai, pode ter filhos, portanto: 1 pessoa já pode ser uma tragédia pessoal para aquelas pessoas.

A questão é a seguinte: não posso deixar de lembrar-lhes que, além das 3.000 pessoas que morreram no 11 de Setembro, morreram somente na Guerra do Iraque, segundo estimativas norte-americanas 30.000 iraquianos (nas fontes do Iraque, esse número mais que quadriplica, chega até a 150.000 iraquianos), com a afirmação da tal justiça que se buscava fazer.

No livro, Corrupção à Americana, vem a tona o que não vimos em nenhum canal de televisão.

O povo americano, muitos até mesmo parentes daqueles que morreram, foram CONTRA a chamada Guerra ao Terror, no Afeganistão.

Porque? Porque mais americanos morreriam. Aqueles que já haviam perdido seus filhos, irmãos, pais, tios, perderiam agora mais pessoas que teriam que ir lutar essa nova guerra. Alguns familiares dos mortos de 11 de Setembro vieram a público se postar contra a Guerra e dizer: “não usem a nossa dor para legitimar a sua guerra. Nós não queremos Guerra.”

Mas é claro que, Bush, não escutou ninguém, afinal ele queria a guerra e alguns até  comemoraram quando os primeiros mísseis cruzaram a noite escura de Cabul.

Não pensem que acho bom o que ocorreu aos EUA. Deusmelivre.

Como dito anteriormente, foi uma tragédia que nunca será esquecida. Li no site “Último Segundo”  que cerca de uma hora depois dos ataques, bombeiros na base da Torre Norte viram uma coluna de alumínio líquido vazando na lateral do edifício. Era o avião derretendo. Acredita-se que a temperatura nos andares diretamente atingidos pelo avião chegou a 1.000º C.

O marco zero, ou seja o local exato em que bateram os aviões, só conseguiu ser totalmente apagado praticamente mais de três meses depois (só no centésimo dia do ataque),  Uma loucura.

Mas vejam a diferença das baixas dos EUA com os dados das baixas do Iraque e do Afeganistão. 3.000 mortes para praticamente 100.000, 150.000, só no Iraque.

O “Ultimo Segundo” traz ainda a informação que, morreram oito crianças nos ataques às torres. Todas estavam nos aviões que foram sequestrados. Como dito, basta uma morte para ser uma tragédia, mas imagimem quantas crianças afegãs e iraquianas morreram e ainda morrem nos dois países?

Recentemente, pegaram o ‘ícone do mal’, a personificação do terror, Osama Bin Laden. Morto em Maio/2011 em sua casa no Paquistão, sob situações até agora obscuras. Mas,  muito se comemorou (como se ELE fosse o único inimigo norte-americano)

Agora, 10 anos após o atentado às torres, ainda com soldados norte-americanos no Iraque, uma gigante crise econômica, comparada até mesmo à Grande Depressão de 1929 e morrendo de medo de um novo ataque, os estadunidenses não têm muito o que comemorar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s