Todo e qualquer fato pode ser associado à geografia. Não é a toa que ela é a disciplina da atualidade.

Dia da Bandeira…

Hoje, dia 19 de novembro é comemorado o dia da Bandeira.

A bandeira é um símbolo. Ela pode representar um time de futebol, uma instituição, um grupo étnico-cultural, um bloco econômico, enfim, são várias as idéias que podem ser expressas através de uma bandeira.

Seu significado é tão forte, que todos os países possuem sua própria bandeira, aquela que representa a nação e que, por isso, deve ser respeitada.

A atual bandeira do Brasil foi instituída quatro dias depois da Proclamação da República. Por conta disso, no Brasil, comemoramos o Dia da Bandeira em 19 de novembro.

Segundo o site do IBGE, quando foi instituída pelo decreto número 4, de 19 de novembro de 1889, a bandeira brasileira recebeu muitas críticas devido a sua relação com a astronomia.

Isto porque a disposição das estrelas na esfera azul da bandeira não se encontrava da mesma forma como costumamos vê-la no céu. Tudo por conta da perspectiva escolhida pelos criadores do desenho original. A intenção era representar o céu do Rio de Janeiro às 8h30m da manhã do dia 15 de novembro, data da Proclamação, mas com um pequeno detalhe: o observador desse céu estaria do lado de fora da esfera, vendo-a a partir do espaço cósmico.

E, mais ainda: essa bola imaginária (o espaço celeste) teria todas as estrelas grudadas nela, com a terra situada em seu centro. Daí a polêmica. Consta também que a constelação do Cruzeiro do Sul estava, nessa hora exata, com o braço maior na vertical e no meridiano da cidade do Rio. Tanta discussão para algo bastante simples: o céu da bandeira nacional aparece do lado oposto de nossa visão aqui da terra.

Outra situação curiosa, que acabamos comentando essa semana no CEJA, é o fato de que, ao contrário do que muita gente pensa, a estrela que fica acima da faixa “Ordem e Progresso” não representa o Distrito Federal,mas sim o estado do Pará.

Pesquisamos e descobrimos que Spica (nome da estrela ao norte da faixa) representa o Pará porque este era o estado cuja capital era a mais setentrional (norte) do país (Amapá e Roraima tornaram-se Estados somente em 1988). Sua posição na bandeira revela a extensão territorial do Brasil: nenhum outro país do mundo, com dimensão geográfica semelhante, ocupa parte dos dois hemisférios da Terra.

Ainda ficaria a dúvida: com a criação de novos estados no país continuaria criando-se estrelas na bandeira?

Conforme a Lei número 5.700, de 1º de setembro de 1971, essa correlação não existiria mais. Uma outra lei, no entanto, número 8.421, de 11 de maio de 1992, retificou a anterior, através da seguinte comunicação: a bandeira nacional deve ser atualizada sempre que algum estado da federação for criado ou extinto; os novos estados serão representados por novas estrelas, a serem incluídas, sem que afete a disposição estética original do desenho da primeira bandeira republicana; as que forem correspondentes a estados extintos serão retiradas, permanecendo aquela que represente um novo estado mediante a fusão.

Legal heim!?

Veja abaixo, todas as bandeiras que o Brasil já teve:

Achei interessante também algumas curiosidades que encontrei sobre a bandeira.

Por exemplo: uma bandeira em mau estado de conservação não pode ser hasteada (lógico!) o interessante é o que deve ser feito com ela (não pode jogar no lixo), deve ser entregue a uma unidade militar para ser incinerada no dia 19 de novembro. 

Portanto, caso vc veja alguma fumacinha no céu hoje, pode ser o exército queimando as bandeiras danificadas! 🙂

Também achei interessante o fato de que não é permitido hastear bandeira de outro país em terras brasileiras se ao lado não estiver a Bandeira Nacional de igual tamanho e posicionada ao lado direito. A exceção é somente para embaixadas e consulados.

Viu que legal!? Quanta coisa você não sabia sobre a bandeira que aprendeu agora.  🙂

Ahh, claro que tb fizemos uma atividade referente ao tema no Cesário Neto (foi na quinta-feira 17/11, dia cultural). Os professores da área de Humanas fizeram um apanhado geral sobre a Proclamação da República, Dia da Bandeira e tb sobre a Consciência Negra (que eu comento amanhã!)

(FONTE: IBGE, Física UFMG, Calendário –  com adaptação)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s